Desvendando a PepperBox de Abril

Posted by Pimentinha in Camisinhas, Dicas, Lubrificantes, PepperBox, Sem categoria, Sexo Anal, Sexo Oral, Sexo Seguro, Vibradores on 30-04-2012

Tags: , ,

Gostosos,

Estava muito ansiosa esperando o mês de Abril terminar. Aguardando excitada o dia 30/04 para finalmente divulgar o que enviamos aos nossos clientes na PepperBox de Abril, a caixa inaugural, feita com muito carinho, e claro, tesão, para vocês!

Recado aos clientes que receberam as caixas nessa semana:  Neste texto vocês encontrarão dicas quentíssimas para usufruir ao máximo o prazer com a sua PepperBox, seja qual tenha sido a sua escolha. Soft, a Warm e a Hot, as três estão deliciosas e cheias de novidades para apimentar a vida sexual de vocês.

Antes um recadinho importante! Enviamos em TODAS as PepperBox opções diferenciadas de preservativos, para mostrar aos nossos clientes que usar camisinha não precisa ser um incômodo ou uma obrigação. Camisinha PODE SIM ser um complemento erótico excitante, além de cumprir seu importante papel na prevenção de DSTs e como contraceptivo, para o planejamento familiar. Existem diversos tipos deliciosos no mercado, e a cada mês vocês conhecerão 3 deles. Em Abril brincamos com seus diferentes sabores.

Vamos então abrir essas caixas surpresas sem demora! Obaaaa!

 


PepperBox Soft de Abril

Como explicamos no nosso site montamos essa caixa com muito carinho para você, que está conhecendo o excitante mercado erótico. Com ela você se iniciará nessa deliciosa aventura, colocando uma pimentinha leve em suas brincadeiras sexuais.

Produtos:

 

Preservativo Prudence Cola – 03 unidades

Enviamos na Soft o Preservativo Prudence Cores e Sabores com sabor de refrigerante cola. Produto seguro, de qualidade, certificado e bem diferente. É claro que experimentamos por aqui. Simplesmente delicioso.

 

 


Lâmina Bucal Refrescante – Sabor Menta – 08 unidades – Aleeve

Pastilhas em lâminas refrescantes coloridas e aromatizadas artificialmente sabor Menta. Derretem na boca em segundos, proporcionando frescor, sabor, hálito puro e uma experiência diferente no sexo oral. Prática e muito eficaz!

 

Vela Aromatizada Erotic vermelha – 06 unidades

Kit composto por 06 unidades de velas vermelhas aromatizadas. Ideal para criar um clima excitante, além de perfumar o ambiente. Com ela o romantismo está garantido, aproveitem!

 

Gel Asós Sensações Comestível Hot & Ice Sabor Cereja – 50g

Esse delicioso gel comestível sabor Cereja brinca com as sensações de aquecimento e refrescância em diversas partes do corpo. Desenvolvido para propiciar momentos únicos e intensos regados de muito prazer. Ideal para preliminares e massagens corporais. Indicado também para sexo oral.

Gel Asós Retardante – Sachê 05g

Com esse gel retardante sua relação será prolongada ao máximo. Quem não sonha com um ato sexual mais prolongado e prazeiroso? Alta qualidade para oferecer a você sempre o melhor, sem pressa.

 

Anel Peniano com vibro – Prudence

Essa é a ousadia da nossa PepperBox Soft, e tenho certeza que vocês irão adorar. O Anel Peniano é amplamente utilizado por se tratar de um poderoso aliado para o casal. Tem o poder de prolongar a ejaculação para ele e aumenta o prazer para ela, estimulando o clitóris através da cápsula vibratória que fica no lugar exato!
Feito em silicone macio, com cápsula vibratória. Material de qualidade, marca de confiança.

Cubos do Amor Light

Um jogo de dados ligth. Um dado indica o local do corpo (nuca, orelha, boca, pés, barriga, você que sabe) e o outro indica a ação a ser praticada (massagem, cheiro, beijar, carinho, mordida, você quem sabe).

 


PepperBox Warm de Abril

A PepperBox Warm desse mês, como citado no site da PepperBox, foi montada especialmente para aqueles que já estão familiarizados com o mercado erótico, e que gostam de brincadeiras um pouco mais apimentadas. Garantia de pura diversão!

Produtos:

Preservativo Prudence Morango – 03 unidades

Enviamos na Soft o Preservativo Prudence Cores e Sabores com sabor de morango. Produto seguro, de qualidade e certificado. O morango é o queridinho na hora do sexo. Não tem como errar.

 

Lâmina Bucal Refrescante – 08 unidades – Cool Fresh

Pastilhas em lâminas refrescantes coloridas e aromatizadas artificialmente sabor Hortelã. Derretem na boca em segundos, proporcionando frescor, sabor, hálito puro e uma experiência diferente no sexo oral. Prática e muito eficaz!

 

Óleo Corporal Hot Ball – 02 Unidades – Hot Flowers

Abuse dos aromas surpreendentes, explosão de prazer que irá aquecer sua temperatura corporal. Derivado de óleo de coco, produto seguro e de qualidade.

 

Óleo para Massagem Corporal Hot e Ice Fogo e Gelo – Sexy Hot

Surpreenda com a diferença entre o calor e o frio. Aplique o óleo Everest sobre a pele explorando o corpo. Além de beijável, o óleo esquenta e esfria suavemente a pele, tornando sua massagem muito mais divertida.

 

Gel Corporal de Menta – Is Now

Uma deliciosa combinação de sabor e prazer. Com uma fórmula aromatizada, causa uma leve e agradável sensação de calor em contato com a pele. Embalagem de bolsa.

 

Gel umectante Excitation

Feminino, sua fórmula foi desenvolvida para trazer mais energia e disposição, provocando na região genital feminina uma sensação de aquecimento enlouquecedora.

 

Mini vibrador Play Girl com 04 funções

Esse é o nosso queridinho da Warm. Um mini vibrador discreto e ultra potente. Com 04 funções estimula muito mais o prazer da mulher. Seja no Ponto G, Clitóris, Seios ou Vulva, este vibrador lhe proporcionará sensações únicas.

 

Vibrador Cupid Series Pink Baby

Este vibrador possui um formato anatômico ideal para massagear e estimular o clitóris, proporcionando orgasmos incríveis. É claro que pode ser usado nos momentos de solidão e tesão femininos, mas, recomendamos fortemente o uso a dois. A brincadeira ficará bem mais gostosa.

 


PepperBox Hot de Abril

Gostosos, agora vem a Hot. Como vocês já sabem, a PepperBox Hot é para aqueles que gostam de ousar e de experimentar as novidades deliciosas do mercado erótico, de uma forma menos inibida. Ela foi feita com muito tesão para que vocês incendeiem os lençóis!

Produtos:

Kit Prudence Fetiche – Lubrificante, Preservativos, Venda para os Olhos e Pluma

O Kit Prudence Fetiche é uma novidade por tempo limitado no mercado erótico, desse grande fabricante. É um conjunto de acessórios especial para estimular o seu prazer.
Composto por 3 preservativos EXTREME, 3 preservativos ULTRA SENSÍVEL, 1 lubrificante, 1 venda para os olhos e 1 pluma. Diversão garantida por noites e noites…

 

Vibrador Cupid Series Pink Baby

Este vibrador possui um formato anatômico ideal para massagear e estimular o clitóris, proporcionando orgasmos incríveis. É claro que pode ser usado nos momentos de solidão e tesão femininos, mas, recomendamos fortemente o uso a dois. A brincadeira ficará bem mais gostosa.

 Anel Peniano com 2 Vibradores The Big O 2 – The Screaming O

The Big O 2 é um anel peniano à prova d´água, feito de gel, com estimulador de clitóris e vagina e dois mini vibradores feitos de plástico rígido em formato de bullet (cápsula) removíveis.
Possui nódulos massageadores e cabe em qualquer tamanho de pênis devido à elasticidade do produto.
Ajuda a manter a ereção, retardar a ejaculação e também permite uma total estimulação do clitóris da mulher durante a relação sexual, contribuindo para atingir o orgasmo facilmente ao mesmo tempo em que estimula o homem. Combinação perfeita para proporcionar intensos orgasmos ao casal. Nosso queridinho!

Capa Peniana com Nódulos Massageadores

Capa peniana feita de gel, flexível com texturas aneladas e nódulos massageadores.
Essa capa dará a seguinte sensação para a mulher: Oi, você é novo por aqui, gostoso? Sim, porque ela dará uma verdadeira repaginada no pênis.
Com a capa peniana ele ganhará uma textura incrível, proporcionando sensações únicas à ela.
Importante! Recomendamos o uso com preservativo. Coloque o preservativo com o pênis ereto. Depois deslize a capa sobre o pênis e lubrifique para facilitar a penetração, se necessário.

Baralho Kama Sutra Hard Hot Flowers

Esse baralho trará fotos explícitas de posições excitantes para sair de vez da rotina com seu parceiro/sua parceira. Simplesmente delicioso para jogar noites e noites de prazer com seu amor.

 

 


Meus deliciosos, é isso! Adorei trazer tantas novidades para vocês assim, em um único texto! Quem já recebeu a PepperBox de Abril já está aproveitando, e é claro, que eu garanti a minha, e estou indo agora mesmo me aproveitar dela mais um pouquinho! ;)

Beijos apimentados,

Pimentinha!

Rendas, cetins e muito prazer – Parte 3

Posted by Pimentinha in Dicas, Lingeries, Sexo on 27-04-2012

Tags:

Vamos continuar com nossa gostosa conversa sobre o mundo das lingeries eróticas.  Hoje quero mostrar para vocês muitas curiosidades e formas de se usar uma peça linda e provocante do guarda roupa das mulheres: O Corpete.

Que um lindo corpete mexe com a imaginação de TODOS os homens todos sabem. Então nada melhor do que chamar uma especialista no assunto para nos ensinar  sobre a arte , a história e a beleza dessa peça tão sensual.

A Ana Zardo da PinUp Corpetes  preparou um texto especial pra gente e tem peças lindas em sua loja a disposição de vocês.
Leiam, inspirem-se e depois corram lá para colocar em prática essa super aula de elegância e sensualidade. Aproveitem!

 

JÁ ESTOU PRONTA !

Toda vez que eu vejo uma mulher usando um corpete sinto que ela está pronta pra ser despida. E quando eu visto um também me sinto assim, preparada para o dia e para a noite, me apaixono pelo meu olhar e pelos olhares dos outros.

Percebo que quando querem dar um visual  romântico, sofisticado e sexy a alguma personagem de filme , video clipe,  peça de teatro ou em uma capa de revista usam pra isso e a favor  um corpete, com a intenção de criar uma atmosfera provocante.

Os corpetes de hoje são peças inspiradas nos corsets do século 18 e 19, com modelos que traduzem uma evidente releitura deste período histórico e social, porém, não se limitam a transcrever essa época. Hoje existem diversos modelos com diferentes materiais como cetim, renda, couro ecológico, jeans entre outros.

Um modelo diferente para cada ocasião e a cada ocasião uma intenção distinta.

Os corpetes se tornaram peças de vestuário mais confortáveis e de valores mais acessíveis em relação aos corsets. Eles possuem entre 8 e 10 barbatanas em PVC  ou  aço  podendo chegar a ter ate 22 barbatanas  ao seu redor , que servem para dar estrutura e formato ao corpo , valorizando assim  busto e cintura  além de dar aquele toque de elegância ao sentar.

Eu prefiro os com 22 barbatanas, porém se você prefere o corpo menos durinho é só encontrar um modelo com tecido mais maleável e com menos barbatanas.

As Lingeries acompanham a mulher a cada mudança social e física estando sempre a nosso favor!

Tudo em lingerie é uma releitura dos corsets, até mesmo o corpete, sempre carregando em si a mesma envolvente sensualidade pra arrebatar a si e a quem você deseja.

Assim ocorre também com os espartilhos e corselets, todos acessíveis a quem se permite se sentir como uma diva ou uma princesa  todos os dias e noites  … uma mulher que se rende ao que ela é de origem:  ultra  e exclusivamente a essência feminina.

Não importa se você quer usar diariamente  ou  em ocasiões especiais  com seu amor …

Segue um vídeo para a inspiração vir a flor da pele:

Faça você a sua performance , escolha sua música preferida  uma boa iluminação e o modelo mais adequado ao seu corpo e ao seu estilo de vida  … ou apenas  fantasie e deixe rolar !

Beijos sedutores!

Ana Boldrini Zardo

http://pin-upcorpetes.blogspot.com.br

http://www.facebook.com/profile.php?id=100002474140131

Pin-upcorpetes@hotmail.com

Fêmea

Posted by FadaDoDoce in BDSM, Comportamento, Crônica Sexual, Sexo, Vela on 26-04-2012

Tags: , ,

Me comanda

O mês já findava quando nos foi possível passar algum tempo juntos. 5 dias. 5 desejados, esperados e sonhados dias. O local escolhido para tal foi uma casa de campo no interior do estado. Convenientemente distante da cidade mais próxima, o que nos dava total privacidade.

Cheguei ao local marcado, mas meu Senhor não estava lá. Com a manhã já no fim, anunciando o dia quente, restou-me apenas esperá-lo, quieta e obediente ao sol.

Distraída, observando o movimento aguardava meu Senhor, o Dono de minha vontade, desejo e corpo. Absorvida por uma infinidade de pensamentos, só me dou conta de sua presença quando sua sombra cobre-me. Um arrepio percorre meu corpo, sua proximidade, seu cheiro, sua energia faz-me pulsar frenética.

Viro, beijo-lhe as mãos. Mestre segura-me pelo queixo e leva meus lábios ao encontro dos seus, beija-me com sua característica firmeza.

Até o momento, nada nos diferenciava de outros tantos casais que ali também se encontravam. Estávamos alegres, dispostos e com certeza meus olhos brilhavam de felicidade.

Conversávamos. Bastaram alguns minutos para que seu semblante mudasse. Seus olhos brilhavam diferentes e um sorriso, entre maroto e sarcástico, brotou-lhe nos lábios.

Logo vem a ordem para me colocar de joelhos aos seus pés. Obedeço, levanto meus cabelos com uma das mãos, a coleira de couro grossa envolve meu pescoço e suas mãos a atam. Fico surpresa por sua ação, o toque do couro, bem ali, em público.

Ao sentir a coleira pressionando levemente meu pescoço, tudo se torna mais marcante, o sentimento de ser possuída, de ser propriedade, objeto de prazer de Mestre fica aflorado, assim como a feminilidade, o ser fêmea no sentido mais instintivo que a palavra possa expressar. Esqueço dos que nos rodeiam, nada ou ninguém supera ou interfere na minha felicidade.

A brisa tem aroma diferente, o corpo emana o calor da excitação e o toque de Mestre faz-me estremecer. Sou sua, meus desejos são os seus desejos, meu prazer é o seu prazer. Entrego-me aos seus desejos de forma plena, só há verdadeira entrega quando esta é completa. Meu único desejo é ser verdadeiramente sua.

Já na estrada seguimos nossa pequena viagem. O dia estava agradável, o sol já ameno e o perfume do campo era refrescante. Sentia-me totalmente feliz e realizada por estar ali com meu Dono e Senhor. Conversamos sobre várias coisas, a paisagem, algumas notícias, assuntos comuns e amenos…

Sentia-me exaurida, não só pelo cansaço da viagem, mas, principalmente, pela ansiedade do convívio que teríamos e pela tensão de ter meu prazer refreado. Há 10 dias não gozava, não me tocava sensualmente e, até mesmo, evitava tais pensamentos. Afinal, foram as ordens de meu Senhor. Suplício meu, desejo de meu Senhor para que eu me disciplinasse.

Chegamos finalmente ao refúgio. Não há nada mais aconchegante do que estar nos braços daquele que deseja te usar e cuidar. Mesmo quando esses mesmos braços são instrumentos de seu martírio.

Descemos do carro, a guia é pressa a coleira e coloco-me na posição de cadelinha, Mestre me puxa para dentro da casa . Senta-se numa poltrona e acaricio seu pênis com meus lábios, sinto-o enrijecer em minha boca, poderia ficar horas ali satisfazendo Mestre.

Logo recebo a ordem de aguardá-lo para receber a primeira série de spank. O açoite torna-se doce porque dele surge seu prazer, único objetivo do meu servir. Porém, por mais que sinta prazer em servi-lhe, receber tal ordem sempre causa-me aflição, sentimento esse que procuro não deixar transparecer, esforço inútil. Mestre sabe e diverte-se com meu desespero, permaneço de frente para a parede por alguns instantes, que mais parecem uma eternidade, sei que naquele momento está escolhendo o objeto de meu martírio.

Logo descubro da forma que me cabe qual foi sua escolha, sinto as tiras do chicote de couro atingir minhas nádegas. Golpes iniciais brandos que vão num crescente até queimarem minha carne.

A medida que os golpes tornam-se mais fortes, meus gemidos começam a se libertar, procuro manter-me serena, mas o ardor me desespera, resta concentrar-me, esperar até que Mestre tenha seu desejo saciado e agradecer-lhe por ser seu objeto de prazer.

Os golpes cessam. Mestre aproxima-se, acaricia, aperta a carne dolorida, arranca os gemidos que ainda tenho forças para soltar, meu corpo deseja desfalecer, minha alma anseia por ser possuída.

Ouço o ruído já tão conhecido e antes que tenha tempo de qualquer reação, a vara que segundos antes cortava o ar, agora estala em minhas nádegas. Uma, duas, três, muitas vezes. Perco a conta, sinto os vergões altos e doloridos que desenham minhas ancas. Novas carícias, alguns gemidos, muitas lágrimas a escorrer por minha face.

Mestre ordena que fique de quatro. Seu falo quente e úmido penetra, rasga-me a carne. Sinto um filete de sangue a escorrer pela brutalidade que me toma. Mas, nem todo ardor faz-me distanciar da alegria de saber que naquele momento sou simplesmente sua fêmea, sua cadelinha.
Fodida, entregue e feliz, sua.

O líquido quente a escorrer-me por entre as pernas delata o prazer que transborda de meu ser. Minhas costas desenhadas por suas unhas. Gozo, simplesmente gozo, um gozo pleno livre de preconceitos, repleto de prazer. O corpo estremece, tem movimentos involuntários e incontroláveis. Ele não me pertence, meu gozo pertence a Ele, assim como meu corpo e alma.

De joelhos meus lábios voltam a acariciar-lhe, suas mãos me conduzem, ora me fazem sufocar. Minha língua movimenta-se freneticamente em busca do néctar que nasce de seu gozo.

Sinto seu corpo estremecer. Sugo cada gota que brota. Seu sabor invade meu paladar e degusto de seu gozo como um prêmio.

Suas mãos agora não mais conduzem, afagam sua cadelinha que permanece aos seus pés. Seus lábio esboçam um sorriso satisfeito, os meus imitam e os conduzo até seus pés, beijando-o e agradecendo pela honra de servi-lo.

Rendas, cetins e muito prazer – Parte 2

Posted by Pimentinha in Dicas, Lingeries, Sexo on 25-04-2012

Tags:

Semana passada começamos a conversar sobre os diversos tipos de lingeries eróticas.

Agora faço um desafio para cada uma de vocês!

Peça para seu homem fechar os olhos, imaginar e descrever a calcinha dos sonhos. Se ele for sincero, prepare-se para se surpreender!

As mulheres erram ao pensar que para os homens a lingerie, mais especificamente a calcinha, não passa de um mero detalhe, uma simples peça de roupa.
Erramos ao pensar que para eles a calcinha não passa de um obstáculo a ser superado para se chegar à vagina da mulher e que para eles pouco importa a cor ou o modelo desse “obstáculo”.

Pensamos assim porque poucos reclamam ou emitem qualquer opinião sobre calcinhas, afinal, os homens são criados para tirá-las.

Sim, é um assunto velado para os rapazes. É notório que as mulheres falam sobre cuecas com muito mais naturalidade do que eles sobre calcinhas, não é mesmo?
Notaram que a maioria dos rapazes vêem uma loja de calcinhas como território proibido? Entram nelas com uma vergonha extrema… uma pena…

Tenho esse exemplo em casa. Meu marido nunca reclamou das minhas calcinhas, em sua maioria básicas. Não que fosse um tema proibido, mas, com certeza era um tema ignorado.

Resolvi então mudar isso e surpreendê-lo. Comecei a abusar desse poderoso artifício. Adquiri o hábito de pesquisar as novidades do mercado de lingeries e em TODA ida ao shopping passei a sair com pelo menos um exemplar diferente, novo e provocante. Inovei mesmo. Alguns modelos no começo eram desafiantes até para mim.

Agora, passado um bom tempo, até uma certa expectativa é criada nele quando saio às compras…criamos um excitante jogo de sedução, onde nossa troca de olhares já o prepara para a diversão de logo mais.

Taí uma forma gostosa, barata e divertida de acabar com a rotina de qualquer casal! Seu gostoso vai se sentir especial, como se a cada dia você viesse embrulhada para presente só para ele.

Querem tentar? Separei alguns lindos modelos para inspirá-las a fazer o mesmo.
Tem de tudo: Fio dental, sensual, biquínis, boxer, clássicas, string, caleçon, sainhas, descartáveis, comestíveis, com aromas, divertidas…
Vocês sabiam, por exemplo, que existem calcinhas feitas exclusivamente para o sexo oral? É uma forma prática e sensual de se prevenir de doenças sexualmente transmissíveis sem diminuir o prazer feminino neste ato tão prazeiroso…. Experimentem e me contem!
Vejam algumas sugestões maravilhosas:

Os mais variados tipos e modelos...

Só agüentem as conseqüências depois e não digam que eu não avisei, hein?! ;)

Dica quente! Na PepperBox você receberá modelos prá lá de sensuais… Estamos pesquisando alguns modelos eróticos de tirar o fôlego para vocês!

Beijos apimentados,

Pimentinha

Roupa íntima masculina

Posted by Juliana Cordeiro in Comportamento, Lingeries on 24-04-2012

Tags:

No domingo assisti a um filme que se passava na Europa entre 1900 e 1939.

Por trabalhar com moda, tenho o hábito de observá-la em todas as minhas atividades, quando vou ao cinema, isso não é diferente.

Prestei atencão especialmente nas roupas masculinas. Naquela época, homens desfilavam! Se enfeitavam dos pés à cabeça.

A moda pedia paletós, calcas, colete, gravata e cartola. Alguns usavam bengalas. O cabelo era impecavelmente ajeitado. Elegância!

Imagino que a roupa debaixo seguisse o mesmo padrão.

Não estou dizendo que em 2012 o homem deva se vestir assim, mas defendo a elegância.

Homens bem vestidos, com consciência estética e perfumados disparam na frente na corrida da conquista. E bem arrumados no que é visto e no que não é: meias e cuecas.

Imaginar o Brad Pitt se despindo e encontrar uma samba-cancão ou uma cueca furada é 50% de desconto no capital erótico. É como ter mal hálito ou chulé: brocha.

O meu homem é elegante também ao ir para cama e ao acordar. A gaveta de pijamas não é composta de camisetas surradas e shorts maltrapilhos. Ele tem um pijama que quando veste dá vontade de pular em cima.

Samba-canção não!

Alguém já viu outdoor de cuecas com uma destas?

Crônica Sexual II – Ela

Posted by Léo Beck in Comportamento, Crônica Sexual, Sexo on 23-04-2012

Tags: ,

Um grito agudo e estridente a acordou. Assustada, mal abriu os olhos e já estava de pé, num pulo, sem pensar, e foi correndo ao quarto da filha – coisas que só uma mãe entende. Sua pequena dormia tranquilamente. Ah, ótimo, que alívio, está tudo bem. Mas, quem gritou? Sua filha sonhara? Ela própria sonhara?

Voltou para o quarto, onde seu marido dormia, tranquilo, seu sono incrivelmente pesado. Olhou para o relógio, que mal passara da primeira hora do dia. Incrível como seu marido nunca acordava, por nada, para nada. Ele nunca fazia nada. Nunca ajudava em nada. Inútil! Por que ela ainda estava casada com ele? Nem ela sabia ao certo.

Sentiu um ronco no estômago e perdeu sono.

Decidiu ir para a sala e tentar relaxar ao lado da janela, debruçada no escuro para não revelar sua nudez, vendo a noite daquela rua agitada onde morava. Adorava morar ali, perto de tantos bares legais. Talvez por isso ainda estivesse casada, para não ter que mudar dali, onde podia ver os carros passarem, as pessoas entrando e saindo dos barres, rindo, conversando e se divertindo. Ah, como é bom ser jovem, solteiro e sem preocupação. Precisava descer. Precisava comer alguma coisa.

Voltou para o quarto. Colocou um short jeans qualquer, um chinelo de dedo, uma regata branca e, por cima, uma camiseta, também branca, com gola em “V”, do Velvet Underground. Passou no banheiro, arrumou o cabelo de qualquer jeito, preso mesmo, mais fácil, passou lápis, batom e perfume porque, né?, vai descer na rua que está agitada, cheia de gente bonita, jovem, arrumada e ela não podia fazer feio.

Chegando lá embaixo, o porteiro dormia sentado, debruçado sobre a mesa, como sempre. Só ela, naquele prédio, não tinha o sono pesado? Passou pela porta do prédio. O bar onde costumava comprar uma cerveja de emergencia, um bar velho, simples, para quem gosta de cerveja e não da badalação, era vizinho do prédio, à direita e fechava tarde. Por isso, rumou à esquerda. Seria bom passear um pouco.

Passou por três quarteirões e, no caminho, por duas vezes, alguém mexeu com ela. Dois homens, cada um e um bar diferente. Bonitos, até. Quer dizer, ah, não podia exigir muito. E mexeram! Não estava tão mal, afinal. Nem tão velha. Mas ela os ignorou. Era casada e nunca fora dessas mulheres que traem. Ao final do terceiro quarteirão, atravessou a rua e voltou pela calçada oposta. Só queria ver um pouco do movimento. Nada demais.

Entrou no velho bar vizinho ao prédio, pediu uma latinha de cerveja, e se sentou ao balcão. Os salgados gordurosos não a animaram. Desistiu de comer. Logo no primeiro gole, tão bom, tão gelado, tão reconfortante, ela sentiu-se arrepiar. Sorriu.

Saiu à rua com a lata de cerveja na mão e decidiu dar mais uma volta.

No final do quarteirão ficava o bar onde o primeiro cara tinha mexido com ela. De relance, parecera bonito. Não custava nada passar em frente ao bar mais uma vez, para vê-lo melhor. Sim, ele ainda estava lá, sentado, dentro do bar com alguns amigos. Seus olhares se cruzaram. Ela ficou vermelha, olhou de lado e resolveu voltar para casa. Quase em frente ao prédio sentiu alguém a segurar pela cintura.

“Não precisa fugir. Não mordo. Não sempre.”

Surpresa, ela sorriu.

“Como você se chama?”, ele perguntou.

Ela se virou para ele e devolveu a pergunta.

“Qual é o seu nome?”

“Carlos.”

“Carlos, se você não morde, o que você quer exatamente?”

Ela foi enfática e direta, o que o desconcertou.

“Olha, eu sou casada, tenho uma filha de quatro anos, moro aqui do lado, e da janela do meu quarto, onde meu marido está dormindo, dá para esse bar. Não sou dessas. Não traio meu marido. Nunca traí, nunca trairei”, disse um pouco alterada.

“Você é linda.”

“Não. Eu estava dormindo até quinze minutos atrás. Estou toda amassada.”

Ele a puxou pela cintura e colou o corpo dela no dele. Ela tomou um susto, mas antes que ela falasse alguma coisa, ele a beijou.

“Você é louco? Tá pensando o quê? Eu sou casada.”

Ele a beijou de novo. Dessa vez ela se desvencilhou dele.

“Não. Para. Sério. Olha, eu moro ali”, apontou a janela de sua sala. “Assim não. Não posso. Meu marido pode acordar e aparecer ali e me ver…”

Ele a beijou mais uma vez. Dessa vez, deu-se por vencida. Mesmo porque, além do beijo de Carlos ser delicioso, o inútil do seu marido não acordaria nem se duas pessoas estivessem transando na mesma cama que ele.

“Carlos, espera. Aqui, não. Alguém pode ver.”

“Vamos para o bar.”

“Eu moro aqui. Todo mundo me conhece, conhece meu marido. Não.”

“Então… Onde?”

“Carlos, você é um homem destemido?”

“Você não faz idéia.”

“Então vem comigo.”

Ela o pegou pela mão e o puxou. Pararam em frente ao prédio. A adrenalina a lavou. Tentou enxergar o porteiro através do vidro, mas a película escura deixava muito escuro dentro do prédio.

“Espere aqui um pouco.”

Com cuidado, abriu a porta de vidro. Um ronco reverberou pelo saguão: o porteiro ainda dormia. Com um gesto, chamou Carlos para entrar.

“Silêncio, agora.”

Com todo cuidado necessário, delicadamente, chegaram até o elevador. Carlos não estava entendendo direito o que acontecia, mas entrou no jogo.

“Onde a gente está indo?”

Ela sorriu.

“Calma. Você vai gostar, tenho certeza.”

Chegaram ao andar dela. A luz do corredor se acendeu enquanto a porta do elevador se fechava atrás deles. Ela deu um rápido beijo nos lábios dele, tirou a chave do bolso e encaixou na porta.

“Com todo cuidado agora, ok?”

Ele assentiu em silêncio.

Ela entrou em casa seguida por Carlos. Calmamente, fechou a porta. Carlos estava parado, um pouco assustado, conforme seus olhos demonstravam. Ela o levou até a cozinha e encostou a porta que a separa da sala. Sentia o coração na boca. O medo deixa tudo mais gostoso.

“Eu moro aqui. Meu marido tem o sono pesado, não acorda nunca, para nada,” ela disse tirando a camiseta que cobria a regata branca que revela seus mailos, duros.

Ele sorriu.

“Agora, você precisa saber duas coisas: estou sem calcinha e sou toda sua. Você tem camisinha?”

Ele a puxou contra seu corpo. Ela sentiu o pau dele, duro, querendo rasgar a calça enquanto se beijavam. Ela beijou seu pescoço, tirou a camisa dele e ajoelhou. Estava prestes a matar a fome.

O Fetiche da Enfermeira Tarada

Posted by FredMattos in Comportamento, Sexo on 21-04-2012

Tags: , , , ,

 

Vem que eu te cuido, meu bebê

Faça um exercício de reflexão sobre filmes pornográficos e fetiches de contos eróticos. A cena é clássica com suas variáveis.

Um homem está numa ocasião comum em casa, ou trabalhando honestamente e de repente ele é assaltado por uma mulher absurdamente gostosa e que se insinua para ele que constrangido a princípio resiste (por meia fração de segundo). Depois ele cede aos encantos daquela voluptuosidade toda, agarra a mulher e segue naquela história que todo mundo conhece, chupa a mulher (bem pouco), ela chupa ele longamente, depois começa a meteção interminável até ele gozar na cara dela.

Mas o ponto não é esse e sim a caracterização das personagens mulheres.

Enfermeiras zelosas, secretárias sérias, donas-de-casa insatisfeitas, governantas atribuladas, empregada inofensiva, madrastas danadinhas e inclusive, pasmem, mamães jovens carentes de sexo.

Como psicólogo provocador eu reduziria todas as imagens anteriores à uma versão mais ou menos diferenciada desta última. Traduzo: em última instância o cara quer ser iniciado pela mãe.

Isso pode soar bem freudiano ou psicanálise barata, mas não precisamos ir muito longe.

A enfermeira cuida do doente, a secretária cuida dos compromissos do chefe, a dona-de-casa cuida do lar, a governanta cuida do patrimonio, a empregada cuida da higiene da casa, enfim, todas cuidadoras que saem do seu papel e atacam sexualmente os homens.

É curioso como isso causa repugnância à princípio, afinal, quem em sã consciência iria querer transar com a mãe?

O ponto que nenhum homem assume é que a mãe, aceite ou não, é a primeira figura do sexo oposto que ele tem acesso corporalmente. Ela cuida e toca aquele lindo bebê com todo o amor e zelo do mundo, e isso é bem erótico, no sentido de eros, prazer sensorial e sensual. A mãe é a primeira mulher que um homem ama e esse registro fica marcado no seu inconsciente por muito tempo como um traço indelével.

O apelo inconsciente incitado na imagem da enfermeira é da mulher que deveria cuidar, mas que vai além do seu papel tradicional. Ela corrompe as convenções e segue no desejo proibido.

Concretamente não quero dizer que no fundo você quer agarrar aquela senhora de meia idade, um pouco acima do peso, na pia da cozinha enquanto ela lava os pratos do jantar de natal. Quero dizer que o apelo inconsciente para muitos dos fetiches masculinos é a querida mamãe, aquela da infância que CUIDA de tudo e que remete à pureza cheia de inocência.

Mulheres, não se ofendam com essa revelação. Homens não se enojem ou lutem com isso, com desejo não precisamos nos debater.

Broxei muita gente? Espero que não… kkkkk

Mas tenho dó do filho da Solange Frazão, isso eu tenho.

 

Cala a boca e beija!

Posted by Pimentinha in Dicas, Sexo, Sexo Oral on 19-04-2012

Tags:

Um simples gesto e ao mesmo tempo tão poderoso: O Beijo.

Demonstração de atenção, carinho, afeto, amor, paixão ou simplesmente uma demonstração do mais puro tesão, não importa a motivação, beijo é bom demais.
Sentir o sabor da boca do outro na sua, sentir a textura dos lábios, da língua, sentir o calor da pessoa de pertinho, sentir seu cheiro. Não há nada mais íntimo e prazeroso.

Muitos foram eternizados nos filmes ou fotografias e inspiram milhares de casais apaixonados até hoje...

Um beijo tem o poder de conectar, de expressar sentimentos, e principalmente, de excitar. Ele é o combustível necessário para qualquer combustão.
Em resumo, um bom beijo enrijece, lubrifica. É a preparação do corpo para o sexo que está por vir, é o sinal de alerta, o ato que transforma o desejo em prazer efetivo.

Item indispensável em qualquer boa preliminar, sem um beijo gostoso o sexo fica impessoal e sem graça.

Pegando fogo...

Existem diversas formas de se beijar com diferentes intenções e intensidades.

Um beijo na mão em sinal de respeito, um beijo tímido ou formal na bocheca, um selinho roubado de um jeito desajeitado ou com a devida permissão.
Esses tipos de beijo dispensam grandes intimidades, e beiram a ingenuidade.

A coisa começa a esquentar quando o desejo pega forte. Quando você não consegue tirar seus olhos dos olhos do outro, quase que como uma hipnose, ou quando parece existir um imã entre os seus olhos e a boca da pessoa.

É a tal da química, o tesão. Um desejo quase que incontrolável de sentir a boca do outro na sua, de sentir seu calor, passar a mão por entre seus cabelos, sua nuca, seu corpo…
Línguas se tocando e saliva matando a sede. Suaves mordiscadas nos lábios do parceiro e sussurros inevitáveis entre um beijo e outro, das mais singelas às mais excitantes palavras ditas baixinhas ao pé do ouvido.

O beijo pode explorar muito mais do que a boca do outro. Quando o clima esquenta o limite pode ir muito além dali. O beijo ganha territórios inusitados como pescoço, nuca, seios, barriga, costas, coxas… e dali para um gostoso sexo oral no parceiro ou na parceira é quase que um atalho certo.

Seja para conquistar, seja para reascender o fogo de um casal entediado, para acabar com uma briga ou para aquecer o clima no meio da transa, não existe troca de afeto mais gostosa. E ainda queima calorias!

O importante é dar e sentir prazer  nessa gostosa entrega.

Há quanto tempo você não dá um beijo daqueles bem gostosos?

Segundo o Kama Sutra existem 30 (!) tipos deles! Selecionei alguns bem gostosos para vocês, vejam só:

Beijo de lado: Quando as cabeças das duas pessoas se inclinam em direções opostas e o beijo é produzido nessa postura. Essa é uma das formas mais comuns de se beijar. As cabeças inclinadas permitem um melhor contato dos lábios e uma penetração profunda da língua.

Beijo inclinado: Quando um dos dois coloca a cabeça para trás e a outra pessoa, que a segura pelo queixo, a beija. A doçura e o afeto são as emoções principais que são transmitidas com esse beijo. Um beijo desse tipo é apropriado para as preliminares, quando se prefere fazer sexo com lentidão e de frente.

Beijo direto: Quando os lábios dos dois se unem diretamente e se chupam como se fossem uma fruta madura. É um tipo de beijo em que o importante é que além de serem chupados, os lábios sejam mordiscados e levemente acariciados com a língua. É um beijo tranqüilo e demorado, que pode expressar uma forte paixão e que excita muitas pessoas mais do que o beijo de língua.

Beijo superior: Quando um dos dois pega o lábio superior com seus dentes e o outro devolve o “carinho” beijando-lhe o lábio inferior. Na descrição deste beijo fala-se que uma pessoa do casal deve tomar a iniciativa e o outro se limita a correspondê-la. Uma possível razão para isso é que o Kama Sutra foi escrito para homens ativos e mulheres passivas.

Beijo palpitante: Quando um dos dois deposita sobre os lábios milhares de beijos bem pequenos percorrendo toda a boca e as comissuras (junção dos lábios).

Beijo nominal: Quando um dos dois se limita a tocar a boca do outro, depois de beijá-la, com os dedos.

Beijo viajante:Ainda que pareça que os beijos sempre costumam se centralizar na boca, colocar os lábios em outras partes do corpo é uma forma de excitação garantida.

Beijo sem pressa: A chave é prestar total atenção no corpo do outro. Quanto mais controle você tiver e mais se concentrar em acariciar e beijar cada canto do corpo, mais intensa será a sensação de prazer para ambos.

(fonte: Kama Sutra)

E então? Gostaram? Então já pro treino! ;)

Beijos apimentados!

Pimentinha

Rendas, cetins e muito prazer – Parte 1

Posted by Pimentinha in Dicas, Lingeries, Sexo on 18-04-2012

Tags:

Canso de ouvir por aí que homem é visual. O tato é extremamente importante, olfato e paladar é claro que contam, mas, é unânime entre eles: Além de sentir, cheirar e literalmente degustar sua mulher na cama, o homem também quer VÊ-LA na hora H.

E como você mulher quer ser vista? Linda, maravilhosa, maquiada, cheirosa, gostosa e com uma nova e bela lingerie, certo?

Simplesmente irresistível...

Para ajudá-las nessa missão uma gama super variada de produtos estão disponíveis no mercado quando o assunto é lingerie erótica. Existem lingeries para todos os gostos, biotipos e fetiches e com certeza você encontrará a lingerie certa para excitar ainda mais seu gato.

Uma lingerie bem escolhida e de bom gosto vem acompanhada de uma mensagem subliminar: “Me cuidei para você, escolhi a melhor roupa para te dar prazer”, e essa idéia por si só já excita o homem. Demonstra cuidado, amor. Mostra o quanto aquele homem é especial e desejado.
Seu corpo se torna um valioso presente embrulhado em embalagem especial.
Para eles pouco importam saber se a renda é importada ou nacional, se a lingerie é de seda ou algodão ou se o tecido é do Egito ou da Índia. Eles só querem uma coisa: Tirá-la. Aos poucos, devagarzinho, de preferência com a boca, os mais ousados e inconseqüentes arriscam até a rasgá-la.

Perguntem a qualquer homem se preferem uma mulher nua na cama ou com uma bela lingerie. Por mais perfeito que seja o corpo dela a resposta é certa: a lingerie é a queridinha deles.

Essas peças de roupa têm o poder de esconder e mostrar nosso corpo na medida certa, para que a imaginação deles possa ir longe, um exercício excitante para qualquer um. Ajuda a esconder imperfeições, e é claro, evidenciar partes privilegiadas.

Isso sem contar que a lingerie erótica pode ser uma importante aliada quando o assunto é o fetiche. Existem diversas lingeries que são verdadeiras fantasias eróticas, de colegial à enfermeira ou policial, a gosto do freguês.

É por ser um assunto tão vasto e interessante é que vamos postar a partir de hoje um tipo de lingerie diferente por post, com fotos e idéias para que vocês saibam o que comprar e quando e como usar.

Vamos conhecer as últimas novidades em baby dolls, calcinhas, camisetes, conjuntos sensuais, corselets, espartilhos, sutiãs, vestidos sensuais, fantasias e muito mais!

Garanto que suas noites passarão a ser muito mais apimentadas com essas poderosas aliadas!

Até mais!

Beijos apimentados,

Pimentinha

Orgasmo é coisa de louco

Posted by FredMattos in Comportamento, Sexo on 14-04-2012

Tags:

Adoramos ter controle de tudo. Do momento em que acordamos e resistimos a levantar até o jeito durão de não relaxar e dormir no fim do dia.
Mas existe algo que está completamente fora de nosso controle e que temos uma relação estranha: o orgasmo.

Ele é como uma ventania, não vem quando você quer e quando menos espera ele surge.

Não avisa quando chega e nem quando vai embora e na hora que passa deixa um estrago bom.

Sabe aquela espreguiçada gostosa que nunca quer que acabe?

No entanto, há um fascínio temeroso com o orgasmo exatamente porque nos tira do eixo e deixa com vontade de quero mais. E um pouco mais e mais ainda e além da conta, e um chorinho, e bis, e repeteco. Quanta delícia!

Quem quer parar?

E é disso que temos medo, como em tudo na vida, de até saber a hora de parar, mas não conseguir.

E para não sair plenamente do controle nós não nos jogamos para valer. Achamos que fazemos isso por conta de gemidos ou aquele relaxamento pós-orgasmo, mas no fundo se ficar atento perceberá algum músculo retraído ou uma tensão que não foi liberada ou um sussurro que engasgou tímido.
Na cama e fora dela é assim.

O orgasmo pleno não é necessariamente um show de urros e socos na cama, mas uma sensação de libertação física e psicológica que causa profunda sensação de paz e fluidez.

Nessa hora que as preliminares fazem toda a diferença para deixar o corpo toralmente relaxado.

Esquecer um pouco as normas e recomendações daquela tia velha encalhada ajuda, mas acima de tudo saiba que sexo é um prazer que traz felicidade real e que você pode usufruir sem moderação.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...