7 coisas que um pinto pode ensinar sobre paz de espírito

Posted by FredMattos in Comportamento on 28-08-2012

Tags: ,

“Ele só pensa com a cabeça de baixo”

Antes fosse assim, pois na realidade o pinto, sim aquele que você conhece, traz consigo uma sabedoria profunda.

Pintos são músculos, mas não como os demais do corpo, são músculos especiais, não sobem por ação mecânica. Há uma delicadeza no seu entumecimento que muitas pessoas ignoram.

Ele tem uma sabedoria milenar kkkk

 

1- O pinto cresce com o poder da fé

 

Diferente do braço que se move quando precisamos pegar um copo ou da perna que nos alavanca para caminhar o pinto se move sem garantias do que vai acontecer. Ele age pela fé.

Ele começa a trabalhar sem ao certo saber qual o resultado final, ele pode até desconfiar que terá um gozo indescritível, nada ali é garantido e mesmo assim ele cria um mundo de imaginações, esperanças e imagens lindas que o deixam feliz por tempo o suficiente para ficar de cabeça erguida, peito estufado e orgulhoso de si. Ele segue em frente, mesmo quando nem tudo segue à favor dele.

 

2- O pinto é cooperativo

 

O pinto sábio não quer fazer todos os gols sozinho, não é fominha, não precisa ser o artilheiro absoluto. Ele pode ceder espaço para dedos, língua, vibradores ou o que mais for capaz de deliciar sua dama de honra.

Quando o assunto é prazer ele cede a vez e assiste feliz o desempenho do time que só tem um objetivo, fazer aquela mulher feliz. Quando vem o orgasmo dela o pinto comemora a performance de todos e pensa “bravos guerreiros”. Nem sempre ele dá conta de tudo e sabe que não tem a flexibilidade de um dedo para alcançar todos os espaços internos da sua amada. Reconhece como bom campeão que a língua tem uma textura, umidade e capacidade de criar o tremor certo na hora da alegria.

Um por todos e todos por uma, esse é seu lema.

 

 

3- O pinto sobe pelo pensamento firme

 

Não é um esforço mecânico que ativa o pinto, não tente convencê-lo à força. É pelo estímulo do pensamento que ele cresce em tamanho e força, mas não qualquer pensamento, os inspiradores, leves e sapecas. É uma firmeza moderada, sem culpa, bitolação, chatice ou excessiva seriedade.

Criatividade é tudo para manter esse pensamento firme, pinto de preguiçoso nunca sobe e é apressado. O pinto sábio é aquele que não que tem sempre uma carta na manga e um plano B. Não se intimida com convites ousados e safados de sua parceira e está sempre pronto para desbravar novos territórios.

 

 

4- O pinto é humilde

 

Quantos homens já não tiveram o sonho de encontrar uma academia para fazer crescer o pinto. Nenhuma flexão, supino ou arte marcial faz o pinto aumentar de tamanho. As cirurgias podem dar uma ilusão de aumento, mas o tamanho mesmo permanece o mesmo por toda uma vida.

Isso exige uma humildade e serenidade de aceitar aquilo tal como é. Diferente de nós que tentamos parecer maiores do que somos ou nos escondemos diminuídos atrás de traumas e defeitos, o pinto é o que é. Ele pode ficar encolhido no canto dele, mas quando entra em ação você não verá ele tentando fingir ser o que não é. Nenhuma história de pescador será contada por um pinto de verdade, dali só surge a verdade “sou assim desse tamanho e me divirto como posso”.

 

5- O pinto precisa de paixão

 

Hipocrisia não combina com pinto, afinal não tem como enganar que ele esteja gostando. Pelo menos excitado ele está, se está amando, apaixonado, querendo casar são outros quinhentos.

Ele tem uma certa hombridade em poder se mostrar intenso, presente, rijo, acelerando e desacelerando o ritmo para tocar a parceira com seu vigor e intensidade. Sem esse tipo de envolvimento dedicado ele falha, amolece, perde ânimo e desagrada.

Pinto que é pinto cai de cabeça na relação, pelo menos naquele minuto. Sem farsas.

 

6- O pinto é desapegado

 

Longe de pessoas possessivas, ciumentas, intrusivas, castradoras, o pinto é de uma generosidade sem fim. Quando chega a hora de tirar o time de campo ele parte sem aquele apego inseguro. Ele se recolhe e confia que quando chegar a hora será chamado e estará pronto para uma nova jornada. Não cria expectativas, cria caso, faz mimimi, apenas o contempla a vida tal como é, sem rodeios.

Ele não perde o tempo com picuinhas, fala pouco, mas quando fala tem propriedade e mostra para o que veio.

 

7- O pinto precisa de relaxamento para funcionar 

 

Nada mais sábio do que conseguir ter força, mas para isso necessitar de relaxamento. O pinto é sensível à exigências, pressões, desagrados, cobranças, chantagens e birras. Para se mostrar o pinto precisa de paz, de uma mente relaxada e concentrada na parceira sem o qual ele não consegue encontrar ritmo e alegria. A pessoa ansiosa e afobada só agride o pinto, que vai reclamar do pior jeito possível “com pressão eu vou embora” e como um espírito que sai do pai-de-santo ele abandona aquele corpo sem explicações e sem voltar atrás. Quer ele de volta? Respire, conecte-se com seu tesão, sua parceira, o cheiro, o gosto, o toque, o arrepio que desce na espinha e deixe o pinto confortável e cheio de si. Quando ele recebe esse tipo de tratamento a recompensa é imediata e ele reaparece triunfante todo feliz pronto para oferecer o seu presente glorioso.

 

 

Na realidade o pinto é o mais falado e o menos conhecido. Baixemos o nosso orgulho e ouçamos suas sábias lições…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...